• Jaime Kemp

Jesus é o Pão da Vida em meio à fome



“Eu sou o pão da vida, o que vem a mim, jamais terá fome...” João 6.35



Fé é a ponte que se sobrepõe ao intransponível, é o túnel que atravessa o impossível.


E isso significa que a despeito das circunstâncias que estejamos atravessando, todos nós somos possíveis alvos dos milagres e do plano estratégico de Deus para a humanidade.


Os discípulos, de repente, se depararam com uma situação inédita. Jesus virou-se para eles e passou-lhes a responsabilidade de alimentar a multidão que os rodeava, composta de, no mínimo, cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças. Alguns calculam que deveria haver ali umas quinze mil pessoas, todas cansadas e com fome. Jesus, então, lhes faz uma pergunta e observa suas respostas:


- Onde compraremos pães para lhes dar a comer? (João 6.5)


Os discípulos lhes dão a óbvia resposta:


- Em nenhum lugar encontraremos pães suficientes para tantos!


E aquela era a resposta certa. Do ponto de vista humano o impasse não tinha realmente solução. Então, ali, Jesus opera um milagre.


Olhe agora para a sua vida. Você está enfrentando alguma circunstância para a qual não vê solução? A primeira coisa a ser feita é, como os discípulos, reconhecer sua impossibilidade diante da situação.


Vamos nos lembrar da passagem e de sua continuidade:


- Qual foi o início da solução?


Um garoto que, espontaneamente, ofereceu seus cinco pães e dois peixes. E a partir dali milhares de pessoas foram saciadas.


E quanto a nós?


- A multidão está com fome ao nosso redor?


- Estamos nós com fome e não temos alimento suficiente?


Precisamos ter em mente que o nosso pouco acaba sendo muito nas mãos do Pai.


Ele é o Pão que desceu do céu para suprir nossas necessidades, sejam elas físicas, emocionais, ou espirituais.


- Você ainda está com fome? Sirva-se de mais um “sanduíche de atum!” (pão e peixe!).

#Natal

4 visualizações0 comentário
  • Twitter Clean
  • w-facebook