• Nelson Domingues

O que é ter um casamento controlado pelo Espírito Santo?



Quem não quer ter um casamento feliz? Penso que a procura pelo casamento feliz leva muita gente a buscar ajuda, seja em encontro ou retiro de casais, programas específicos de casais, palestras, aconselhamento ou mesmo a terapia de casais. Certa vez, ouvi a seguinte frase: “Casar e permanecer casado é uma arte. Casar, permanecer casado e feliz é a arte das artes”. Seria isso verdade? Sinceramente, acredito que podemos viver felizes no casamento, porém uma coisa é certa: é preciso aperfeiçoá-lo, e é por isso que existe muita gente procurando ajuda, seja em palestras, livros ou com profissionais, pois o problema não está apenas com quem procura ajuda para não se divorciar, mas também com aqueles que querem deixar de viver um casamento sem brilho, morno. Tudo isso é válido, mas vou mostrar um caminho que serve de base para que, de maneira prática, possamos crescer e melhorar nosso casamento, afinal creio que todos os que se casam querem viver felizes.

Evidentemente, não existe casamento perfeito, pois a somatória de duas pessoas imperfeitas, que vêm de duas famílias diferentes, com experiências de vida diferentes, só pode resultar em ajuste e crescimento. Pelo fato de acreditar que todos querem que seu casamento seja feliz, posso dizer que é necessário lutar e trabalhar para que ele possa caminhar de maneira saudável, pois perfeito nunca será; a palavra-chave aqui é ajuste. Podemos dizer que felicidade no casamento é algo complexo, pois acredito que felicidade é um caminho a ser percorrido, e não um ponto final, pois a vida e os nossos relacionamentos são dinâmicos. Pensando nisso, quero indicar uma das ferramentas mais importantes para o casamento saudável, que está disponível a nós cristãos: o fruto do Espírito, descrito em Gálatas 5.22-23: “Mas o fruto do Espírito é o amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei”.

O fruto do Espírito Santo marca claramente o controle d’Ele sobre a vida da pessoa e nos revela a marca de uma pessoa transformada pelo poder de Deus. Quanto a estas características, posso resumi-las em controle sobrenatural de Deus na minha vida, e o resultado disso é que me torno uma pessoa mais equilibrada e feliz, pois descanso em Deus, já que é Ele que me controla.

Quais são os indícios de que o casamento é guiado pelo Espírito Santo? Quando vemos nele a expressão do fruto do Espírito, que é alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. De maneira prática, poderíamos dizer que podemos verificar a presença e a atuação do Espírito Santo por meio da maneira com que o casal enfrenta as adversidades, lutas e conflitos do dia a dia, demonstrando na forma de conduzir as situações o controle e a atuação do Espírito Santo.


Por que é importante o Espírito Santo guiar a vida do casal A presença do Espírito Santo é importante, pois Ele abençoa e de maneira prática nos torna pessoas mais abençoadas, contribuindo assim para que tenhamos um casamento mais abençoado. Na teoria, creio que todos nós já sabemos, mas talvez nossa questão básica seja como fazer isso. Penso que tudo começa na nossa vida devocional, nossa comunhão íntima com Deus, que é o princípio de tudo. Corremos para cá e para lá, enchemos nossas agendas de várias atividades, mas não podemos deixar de lado a comunhão com Deus, e ela começa no campo pessoal.

Talvez você já tenha lido, ouvido, porém é importante ressaltar: fortalecemos nossa comunhão com Deus por meio de três ações práticas: oração, leitura da Palavra e comunhão com os irmãos. As duas primeiras partem, num primeiro momento, da individualidade, de uma comunhão pessoal, fazem parte da disciplina espiritual. Preciso me disciplinar para poder desfrutar da comunhão com Deus, que gera um transbordar d’Ele na minha vida, e com isso passo a influenciar outros.

Como casal, além da minha comunhão pessoal, posso e devo ter com meu cônjuge momentos de oração e leitura da Palavra, pois isso gera mais intimidade com Deus, possibilitando uma harmonia muito maior. Sendo assim, podemos vivenciar mais a presença d’Ele e ter a possibilidade de errar menos e viver melhor. Os frutos da entrega Quando entregamos nossa vida ao controle do Espírito Santo, somos ricamente abençoados. Um casamento que é controlado pelo Espírito Santo colhe frutos preciosos, pois, apesar das lutas, não podemos deixar de usufruir de algumas bênçãos. Quanto mais o Espírito Santo estiver agindo em nós, mais santificados seremos e mais felizes nos tornamos. Quando nossa alegria está em Deus, Ele se torna nossa fonte de alegria, e isso acaba se espalhando por todas as áreas da nossa vida, até mesmo no casamento.


O que a Palavra de Deus diz O apóstolo Paulo nos escreve na Carta aos Gálatas: “Por isso digo: Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne” (5.16). Essa dica é muito importante para todo cristão. Às vezes sabemos disso, mas nos esquecemos de que isso vale para nosso casamento. Quanto mais do Espírito, menos pecado, que nos afasta de Deus; quanto mais santidade, experimentamos uma vida mais próxima de Deus. Em Efésios 5.18 Paulo nos diz: “Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito…”. Se nosso casamento for controlado pelo Espírito, ele será mais saudável e equilibrado. Porém, temos de buscar isso, afinal a santificação é fruto de uma caminhada, e não algo instantâneo, como gostaríamos que fosse.


Conclusão Acredito que quem se casa quer viver um casamento feliz. Evidentemente, é uma caminhada, mas sei que muita gente está buscando ajuda externa para tentar se livrar de um divórcio ou reacender a chama de uma relação desgastada e fria. No entanto, existem os acomodados, aqueles que assumem que a vida é assim, casamento é difícil mesmo, e passam anos experimentando um casamento sem brilho. Penso que, apesar da situação, a base da felicidade de um casamento em Deus está na experiência do fruto do Espírito. Creio que se deve buscar ajuda, ler livros, ir a retiros, fazer terapia, pois Deus usa esses meios para nos mostrar ou nos alertar sobre o que podemos fazer ou de que maneira agir, porém o mais importante é que não nos acomodemos ou nos conformemos com determinadas situações no casamento e sempre busquemos o melhor.

Quando atendo casais cristãos, eles chegam cheios de queixas e muitos dizem que é a última tentativa. Ao lhes perguntar se casaram pensando em se divorciar, a resposta é sempre a mesma: não. É a partir daí que começo o trabalho de resgate, que passa pelo fruto do Espírito. Isso vale também para aqueles que não chegam ao ponto de procurar ajuda, mas vivem uma relação fria e sem brilho. O Espírito Santo age em nós, por isso há resgate, perdão, arrependimento e muita esperança. Minha oração é que você vivencie o casamento controlado pelo Espírito, pois só assim podemos casar, permanecer casados e felizes.

#Casamento #Família

4 visualizações0 comentário
  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now