Conflitos, quem não os tem?



Eles sempre estiveram presentes na história da humanidade, mas, pasme, é possível superá-los, mesmo que nem sempre da forma indicada. E a pergunta que nunca se calou é: qual é essa forma indicada, já que o ser humano difere tanto em seus pensamentos, escolhas e atitudes? Existe um Manual de Instruções que possa nos orientar? Vamos falar sobre isso de forma breve nas próximas linhas. Nossa intenção é fazer com que você reflita e mude a sua forma de agir diante de cada conflito que surja em sua vida conjugal. Recentemente, durante o aconselhamento de um jovem casal, recém-casado, que estava lutando de todas as formas para superar suas diferenças pessoais, o marido me disse: “Estou tentando fazer como diz o ditado popular: se a vida lhe der limões, faça uma limonada”. E continuou: “Estamos tentando superar os conflitos com criatividade e com humor, dando um tema ao nosso casamento: Um é pouco, dois é treta”. Rimos juntos e pude constatar que, quando se trata de relacionamento conjugal, não existe um manual com regras definidas. O que temos são orientações e direcionamentos, que estão há séculos à disposição dos que precisam de ajuda: a BÍBLIA. Ela é imutável, infalível e atual. Quando aquele moço disse “um é pouco, dois é treta”, lembrei do texto de Gênesis 2.18, onde Deus fala sobre Adão: “Não é bom que o homem viva só”. “Um é pouco”, assunto encerrado. Mas como lidar com o “dois é treta”? Sugiro a leitura de 1 Coríntios 13. Mais que isso, desafio você a meditar e a colocar em prática o que Paulo diz sobre a excelência do amor. Eis a resposta para vencer os conflitos: o excelente amor (e Deus é amor) enchendo o coração para que alcancemos a excelência. É possível? Como? Sendo um só, como a Bíblia aconselha, e aí escolher ser um só com o seu cônjuge. Nos últimos 32 anos, em nosso casamento, meu esposo e eu aprendemos uma forma simples e bela de vencer os conflitos que tivemos. Muitos surgiram durante esse longo tempo e em cada fase eles tomaram forma e proporções diferentes. Porém, cada um deles foi superado até hoje. Além da maturidade e experiências vividas, escolhemos colocar em prática as orientações e os direcionamentos que encontramos na Bíblia: “Que vocês sejam um”. Também ecoam por esses anos acertadas frases ditas por meu esposo, como, por exemplo, “meu papel é sempre facilitar a sua vida e nunca dificultá-la”. Ouvimos, aprendemos e temos desenvolvido essa maneira de viver por todos esses anos. E tomamos como responsabilidade repassar essa forma de resolver os conflitos que surjam a nossos filhos, hoje já desafiados a colocar em prática em sua vida conjugal. Conflitos existem, mas eles não são insuperáveis.

#Vidaconjugal

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now