• Admin

Conflito conjugal



Olhe para seus pés e responda estas perguntas: há quantos anos eles têm caminhado lado a lado? Alguma vez um de seus pés tropeçou no outro? Creio que sei suas respostas. À primeira pergunta: “A vida toda!”; à segunda: “Claro que sim!”. O fato de os nossos pés estarem caminhando juntos todos esses anos revela-nos o princípio da convivência. Igualmente, é inevitável que duas pessoas que convivem juntas e caminhem lado a lado, em algum momento, experimentem algum tipo de tensão ou discussão. O conflito entre o casal faz parte da vida conjugal.

Como o conflito é criado? Em geral, o conflito é criado quando a realidade é diferente da expectativa. Recentemente, fui ministrar uma palestra em São Paulo enquanto minha esposa ficou em casa. Quando voltei, às 23h15, estava tudo em silêncio, então concluí que ela já estivesse dormindo. Em vez de ir para o quarto, decidi ficar na sala e enviar um e-mail importante ainda naquele dia. De repente, ouvi uma voz: “Amor, o que você está fazendo?”. “Estou enviando um e-mail!”, respondi. “A esta hora?”, ela perguntou, com uma voz de descontentamento. “Pensei que você já estivesse dormindo”, argumentei. “Não, eu estava com muito sono, mas resolvi esperar você chegar para dar um boa-noite!”, ela acrescentou, visivelmente desapontada pela minha demora em subir ao quarto. Esse pequeno conflito foi criado por uma falha de comunicação minha. A expectativa que minha esposa tinha é que eu voltasse para casa e fosse imediatamente estar com ela. A realidade foi outra, diferente daquela esperada. Então surgiu o conflito. Portanto, quanto maior a distância entre a expectativa e a realidade, maior o conflito.

Como o conflito pode ser evitado? As duas variáveis que determinam o conflito são a expectativa e a realidade. Na maioria das vezes, não temos controle sobre a realidade, que são os fatos e imprevistos que acontecem no nosso dia a dia. Porém, podemos controlar e diminuir a nossa expectativa, diminuindo assim as chances de um novo conflito ser criado. Eu poderia ter avisado minha esposa de que chegaria mais tarde e assim não esperasse por mim. Ou se tivesse chegado em casa e fosse direto cumprimentá-la, a realidade teria sido igual à expectativa, portanto não haveria conflito.

Como o conflito pode ser solucionado? O que fazer quando a expectativa de um cônjuge foi frustrada e o conflito foi criado? Só existe uma opção: pedir perdão. Mesmo que a sua expectativa não tenha sido frustrada por motivos justificáveis, mas seu cônjuge ficou frustrado, peça perdão imediatamente. Depois, juntos, peçam perdão a Deus. Cada minuto, hora ou dia que passa entre a criação do conflito e sua resolução, a frustração aumenta ainda mais. Então, uma coisa tão pequena cresce e se transforma em uma luta, batalha ou guerra. Alguém sabiamente declarou: “O perdão não justifica o ofensor, mas liberta o ofendido!”. Lembre-se: conflitos irão acontecer no seu casamento. Esteja preparado para eles. Diminua suas expectativas, aceite a realidade e aumente o seu perdão. Que seu casamento seja repleto de amor, graça e muita paz!

P. S. Obtive o consentimento da minha esposa para compartilhar sobre nosso pequeno conflito. Caso contrário, imagine o que isso poderia ter ocasionado!

#Vidaconjugal

  • Twitter Clean
  • w-facebook