Como lidar com a rejeição no término do namoro



Namorar é bom... Mas terminar um namoro ou noivado não é nada bom! O sentimento que mais prevalece é o da rejeição. Às vezes, o término é um consenso, mas mesmo assim resta uma sensação de ser deixado(a) para trás e o orgulho fica ferido. Ninguém gosta de passar por isso! Como alguém deve agir quando passar por essa situação? É bom estar prevenido(a)! A dor de um rompimento Muitas são as histórias que ouvimos sobre namoros terminados e suas consequências. Quando é a outra pessoa quem termina, o sentimento de rejeição é ainda maior. Lembro-me de que o Sergio, meu marido, contou-me de que terminou um namoro “ainda gostando”, mas tinha a convicção de que era o tempo de terminar. Ela chorava de um lado, e ele do outro. Ele ficou ainda mais abalado quando a garota, em menos de um ano, se casou! Nesse momento, o sentimento de rejeição veio em dose dupla! Naquele momento, foi difícil passar e entender a situação. Mais tarde, veio a compreensão. Eu e o Sergio nos conhecemos e pudemos construir nosso relacionamento de maneira mais madura. E a sua ex-namorada também formou sua família e seguiu em frente com sua vida. Mas para o Sergio, sem dúvida, “doeu” passar por tudo aquilo.

Enfrentando a dor de maneira sábia Tudo vai bem num relacionamento, e quando você menos espera o namoro chega ao fim. Caso não tenha vivido algo parecido, um dia ainda pode ter de enfrentar! Como você reagirá? Qualquer perda na vida traz dor, e as pessoas muito sensíveis têm mais dificuldade de superá-la. Algumas ficam perdidas e sem rumo, necessitando até de ajuda médica e psicológica para retornarem ao equilíbrio. O enfrentamento dessas situações passa por algumas fases:

A fase de CHORAR a perda; A fase de OUVIR bons conselhos; A fase de DECIDIR CONFIAR EM DEUS; A fase da ESPERA de uma nova pessoa; A fase de RECONHECER a soberania de Deus.

Essas fases sempre acontecerão. Não tente negar que elas existem, apenas aprenda a reconhecer suas limitações e tente agir o mais equilibradamente possível ao passar por cada etapa.

CHORE A PERDA: não há mal nenhum em expressar seus sentimentos. Sente-se frustrado(a), amargurado(a), humilhado(a)? Coloque para fora! Diga isso primeiramente a Deus, mas também a alguém em quem você confia. OUÇA BONS CONSELHOS: não aceite a ideia de que “ninguém pode ajudá-lo(a)”. DECIDA CONFIAR EM DEUS: não tente apenas jogar a culpa do problema em Deus. São frases do tipo: “Se Deus quisesse meu bem, o namoro não teria terminado”, “Se Deus me amasse, não me deixaria aqui, abandonado(a)”. ESPERE POR UM NOVO AMOR: tem gente que NÃO SABE ESPERAR! Vai entrando em novos relacionamentos prematuramente e acaba tendo novas desilusões. RECONHEÇA A SOBERANIA DE DEUS: muitas coisas que nos acontecem são permitidas por Deus. A Bíblia diz que o Senhor sempre quer o bem dos seus filhos. Quando a dor passa, olhamos para tudo o que aconteceu e dizemos: “Deus não me explicou na hora, mas hoje reconheço que o que Ele fez foi o MELHOR para mim”. Cuidados práticos após um rompimento Quando enfrentamos o fim de um relacionamento e ficamos com algum sentimento negativo, como o de rejeição, às vezes ficamos tão abalados(as) que não conseguimos lidar bem com a situação. Veja alguns conselhos práticos que servirão como um bom apoio e evitarão novas e indesejadas decepções.

1) Aceite essa experiência como parte do plano soberano de Deus para a sua vida. 2) Se você foi a parte ofendida, perdoe. Se você ofendeu, peça perdão. Se houve muita intimidade física entre vocês no namoro, o perdão é extremamente importante. 3) Cuidado para não se envolver rapidamente com outra pessoa. Às vezes isso acontece por um forte desejo de vingança, devido à desilusão e ao desapontamento. 4) Não se afaste socialmente de suas amizades, caindo na armadilha da autocomiseração. 5) Não fique alimentando suas fantasias do passado. Vá em frente e concentre-se em ocupar sua mente com coisas de que você gosta e lhe fazem bem. 6) Resista à tentação de “dar o troco” ou “vingar-se” de uma situação desagradável ocorrida no fim do relacionamento. Alguns cristãos, infelizmente, podem ter reações muito parecidas com a dos incrédulos quando se trata de terminar um namoro: ignorar ou maltratar um ao outro; lançar calúnias, mentiras e difamações; revelar palavras ditas em sigilo durante o namoro, etc. Sua experiência de nova vida em Cristo não foi “suspensa” por causa do seu sofrimento. Haja como verdadeiro(a) filho(a) de Deus! “Não imitem o comportamento e os costumes deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma mudança em seu modo de pensar, a fim de que experimentem a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para vocês” (Romanos 12.2 – NVT).

7) Não é bem o que acontece hoje em dia, mas o namoro deveria ser iniciado após um período de avaliação e oração entre as duas pessoas que estão pensando em se conhecer melhor. Assim, essa aproximação é um tempo para observação, análise, reconhecimento, avaliações mútuas e pode (ou não) prosseguir, visando um futuro casamento. Para chegar a essa união, é necessária a concordância dos dois envolvidos – não basta “apenas um deles” desejar casar. 8) Ao decidir terminar, tenha uma conversa bastante honesta e madura, sempre respeitando os sentimentos da outra pessoa. Assim como vocês começaram seu relacionamento orando, ele deve ser finalizado da mesma forma – agradecendo o tempo de namoro e agora pedindo sabedoria do Senhor para os novos caminhos que virão. 9) Nunca termine por correspondência ou virtualmente. Essas ocasiões exigem “olho no olho”. É uma questão muito pessoal, e a conversa “ao vivo” demonstrará o seu bom caráter. Se achar que não consegue, peça forças a Deus, peça ajuda de um conselheiro, mas termine “pessoalmente”. Talvez depois disso você precise de algum tempo sem rever o(a) “ex”, até que se sinta seguro(a) de que seus sentimentos estejam equilibrados. 10) Não abaixe seus padrões de amizade com Deus! Busque alguém que, como você, tenha um compromisso sério com o Senhor. Lembre-se: sempre existe uma mãe que está orando, pedindo ao Senhor uma pessoa como você, para casar com seu(sua) filho(a)! Você é a resposta dessa oração! Como será o final da sua história? Deus não dá mancada! A outra pessoa pode ter falhado com você, mas não o Senhor. Ele conhece os desejos do seu coração e o(a) ajudará a enfrentar a dor de um namoro rompido. “Busque no SENHOR a sua alegria, e ele lhes dará os desejos do seu coração. Entregue seu caminho ao SENHOR; confie nele, e ele o ajudará” (Salmos 37.4-5 – NVT). Lembre-se de quem você é em Cristo: filho(a) amado(a) e valorizado(a) por Deus. Você tem valores pessoais e familiares – não se afaste deles. O fato de esse namoro não ter dado certo não o(a) torna menor que ninguém. Muitas vezes temos de “dar um passo para trás para podermos depois dar dois passos à frente”. A separação pode ter sido muito desgastante, mas Deus pode usar a situação para amadurecer você como ser humano e como alguém que ama a Jesus. Esteja certo: Deus está agora mesmo ouvindo o clamor do seu coração e estenderá a mão em sua direção! “O SENHOR está perto dos que têm o coração quebrantado e resgata os de espírito oprimido” (Salmos 34.18 – NVT); “Meus olhos estão sempre voltados para o SENHOR, pois ele livra os meus pés de armadilhas. Volta-te para mim e tem misericórdia, pois estou sozinho e aflito” (Salmos 25.15-16 – NVT); “O justo enfrenta muitas dificuldades, mas o SENHOR o livra de todas elas” (Salmos 34.19 – NVT).

#Solteiroa

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now