• Admin

Qual a verdadeira importância de encontrar uma esposa?



Porque fomos criados à imagem de Deus, e Deus é relacional, tenho certeza de que todos nós nascemos com uma carência de relacionamentos. E o casamento é o contexto que tem o maior potencial para suprir, de uma forma singular e profunda, essa carência. No entanto, casar não pode ser a razão de ser de quem quer que seja. Porque, mesmo fora do casamento, uma pessoa pode, por causa do relacionamento com Jesus, ter uma vida relacional satisfeita n’Ele. Isso não significa que uma pessoa não sinta falta de um ser humano ao seu lado, mas mais importante do que isso é perceber se Deus quer que ela case. O simples fato de sermos seres relacionais não determina que Deus quer que todos se casem. Na Bíblia, temos o exemplo do apóstolo Paulo, que era solteiro e realizado, embora ele mesmo se considerasse no direito de ter uma esposa. Assim, depois de alguém perceber que Deus tem para ele o casamento como um plano, a grande pergunta é: COM QUEM VOU CASAR? Em Provérbios 18.22 encontramos uma verdade significativa sobre encontrar um cônjuge: “Quem encontra uma esposa [ou esposo] encontra algo excelente; recebeu uma bênção do Senhor” (NVI). Aprendemos duas lições nesse texto. A primeira: o verbo encontrar é um verbo ativo e não passivo. Carrega a ideia de que alguém procura. E se é feito com a direção de Deus, encontrar o cônjuge certo é algo crucial. Quem é o cônjuge certo? Aquele que procura, primeiro tem de olhar para si mesmo/a e responder esta pergunta: “SOU UMA PESSOA CERTA?”. Este é o grande começo para achar a pessoa certa. Mas o que se espera encontrar no outro/a? Existem várias possibilidades, mas a mais importante não é o temperamento, cor, raça ou recursos financeiros. O mais importante é: “Ele/a tem um compromisso de honrar Jesus em sua vida e em nosso relacionamento?”. Os dois precisam ter esse compromisso. Isso nem sempre é percebido no primeiro encontro ou nos primeiros meses, mas ao longo do tempo de namoro e noivado. Posso afirmar que o maior traço da pessoa certa para o casamento é não abrir mão do compromisso de honrar a Deus desde o namoro, seja ao lidar com as pressões sexuais, seja ao lidar com qualquer outro tipo de pressão que ponha em perigo o desejo de honrar a Deus no relacionamento e na vida pessoal. A segunda lição é que quem encontra o cônjuge recebeu um presente de Deus. Ele não nos envia presentes errados nem a pessoa errada. Se trabalhamos o processo de encontrar um cônjuge debaixo de oração e honra a Deus e ao outro, acharemos a pessoa certa. E se achamos a pessoa certa, isso precisa ser visto da perspectiva de Deus. Uma vez que recebemos um presente de Deus, precisamos cuidar dele honrando o compromisso de que vamos amar o outro, mesmo que não recebamos nada em troca. Pois se Deus nos deu, Ele quer que cuidemos e amemos esse presente. Quando homem e mulher se comprometem a ser a pessoa certa para o outro, encontrar a pessoa certa se torna um trabalho a dois: Deus e a pessoa que quer encontrar a pessoa certa.

#Casamento

  • Twitter Clean
  • w-facebook