• Admin

Pensamentos fora de controle



Consciente ou inconscientemente, nossa mente pode fabricar até milhares de pensamentos diariamente. Muitos deles são intrusivos, negativos, depreciativos, ansiosos, preocupantes. Evidentemente, todos nós temos esses tipos de pensamento, e em alguns momentos eles podem até fazer sentido e serem benéficos, mas quando são recorrentes, incisivos e começam a nos afetar negativamente, lidar com eles pode ser um tormento.

Muitas vezes usamos esses pensamentos como munição contra nós mesmos. Em outras ocasiões, usamos também contra as pessoas que amamos, como o cônjuge. Construímos cenários catastróficos e ensaiamos mentalmente problemas, preocupações e os resultados que podem ou não vir a manifestar-se. Dedicamo-nos a especulações negativas e imaginamos os mais diversos motivos para o comportamento do outro. Perdemos o valor dos relacionamentos e prejudicamos o nosso bem-estar e estabilidade emocional, porque na grande maioria das vezes repetimos esses pensamentos incessantemente e continuamos a acrescentar mais negatividade ao cenário catastrófico. Eles parecem estar fora de controle, e seu conteúdo pode ser estranho e ameaçador.

Lembre-se de que é apenas um pensamento. Nem tudo o que pensamos é real, aconteceu ou vai acontecer. Entretanto, não podemos ficar à mercê desses pensamentos e muito menos não fazer nada.

Esses pensamentos geram, ainda, descontrole emocional, alimentados por uma ansiedade, que é um mal que atinge a todos. A agitação da vida moderna, a falta de comunicação no lar, o isolamento das pessoas e a falta de comunhão com Deus abrem a porta para a ansiedade. Jesus nos orienta a não andarmos ansiosos com respeito ao dia de amanhã. Não administramos o futuro, por isso não podemos sofrer por algo que ainda está para acontecer. A ansiedade é incoerente, pois sofremos hoje por algo que jamais vai acontecer. É um ato de incredulidade.

A fim de nos livrarmos desses pensamentos, desse descontrole emocional e dessa ansiedade, será necessário focar nossa atenção em outros pensamentos e relembrarmos alguns conceitos. A batalha contra a ansiedade é travada na mente. Se focarmos nossos pensamentos nos problemas, seremos vencidos por eles, mas se voltarmos nossos pensamentos para Deus, ganharemos a luta. Precisamos saturar nossa mente com a Palavra de Deus. “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama […] seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Filipenses 4.8). Agindo assim, certamente nossas reações serão outras e viveremos a plenitude do relacionamento conjugal pautado na Palavra e nas promessas de Deus. Lembre-se de que a vitória sobre esses pensamentos não está apenas no campo do conhecimento, mas sobretudo na prática, na obediência aos preceitos da Palavra.

#Divórcio #Separação #Casamento

  • Twitter Clean
  • w-facebook