Até que as dívidas nos separem



O título deste artigo foi retirado de um livro, mas existem inúmeros textos sobre conflitos familiares, separações, em especial por conta das questões financeiras. Tenho ministrado em retiros de casais e também na preparação de noivos e sempre afirmo que existem três grandes áreas de conflito num casamento. Nenhuma é mais importante do que a outra, mas interferem diretamente no relacionamento conjugal: comunicação, sexo e dinheiro. Em relação à última, peço que você leia dois textos da Palavra de Deus: Lucas 14.28-32 e 12.16-20.

O primeiro texto fala sobre orçamento, e quando não conseguimos viver dentro do orçamento familiar e discutir as prioridades, com certeza vamos discutir outras questões e podemos chegar a um nível de estresse que poderá acarretar até mesmo o divórcio. Tenho atendido muitos casais cuja única infidelidade praticada foi a financeira; nunca se traíram nem mesmo com o olhar, mas são infiéis um ao outro nas finanças. Qualquer casal ou família que não tem uma orientação financeira está caminhando em direção ao abismo.

O segundo texto fala de alguém que tem muito dinheiro, mas está sozinho. Trabalhou, prosperou, construiu, tem para o presente e o futuro, mas não tem ninguém ao seu lado. Muitas pessoas me dizem: “Pastor, agora é a hora, preciso ganhar dinheiro”, e até conseguem, mas a que custo? Perdem sua saúde, sua família, têm propriedades, mas não têm uma família. Deram o melhor para os filhos, educação, conforto e saúde, mas nunca ofereceram atenção, amor, carinho, afetividade. Estiveram ausentes da casa do Senhor, com a desculpa do cansaço, mas agora os filhos não querem ir à igreja, e então procuram culpar alguém por isso.

A sua saúde financeira é um reflexo da sua saúde emocional e espiritual. Você precisa encontrar equilíbrio entre os sonhos, projetos, desejos e sua realidade financeira. É um caminho árduo, construído a partir de muita conversa, de muito cuidado um com o outro. Não adianta enriquecer materialmente e perder a saúde, a família, a eternidade. Assim, recomendo que você prepare seu orçamento familiar. Torne sua vida financeira saudável. Reserve em seu orçamento recursos para lazer, viagem, tempo em família. Seja fiel nas contribuições, nos dízimos e ofertas. Crie um ambiente para conversar sobre finanças em sua casa, mas evite o momento das refeições ou na cama antes de dormir, pois é uma conversa que pode azedar com muita facilidade.

Muitos casais têm se separado não porque não se amavam, mas porque não conseguiram organizar suas finanças. Crie uma planilha para seu orçamento familiar, isso ajudará você e sua família (recomendo a leitura do artigo “Estamos mais preocupados com o fim do mês do que com o fim do mundo…” [Lar Cristão n. 106, p. 30]). Cuide das suas finanças e tenha cuidado com seu casamento, pois as dívidas podem separar casais ou os filhos de seus pais. Lembre-se da promessa: “… aos seus amados ele o dá enquanto dormem” (Salmos 127.2b).

#FinançasemFamília

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now