Filhos: vamos ter? Quando? Quantos?



Tenho o coração apertado. Minha tristeza e minha dor são consequências de constatar que muitos casais hoje não querem ter filhos. Os líderes da Europa não têm filhos, não têm crianças em casa: Emmanuel Macron (França), Angela Merkel (Alemanha), Teresa May (Reino Unido), Paolo Gentiloni (Itália) e outros.

Se alguém me perguntasse a diferença na minha vida e no que eu penso da vida depois que tive filhos, eu saberia responder, pois a diferença é enorme. Eu diria que entendo melhor a Deus depois de ter filhos, pois entendo melhor o que é se dedicar a alguém.

Em nenhum lugar a Bíblia indica quantos filhos um casal deve ter, mas o salmista declara enfaticamente: “Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão” (Salmos 127.4). Repetidamente a Bíblia fala de casais que desejaram filhos, oraram pedindo-os e se regozijaram grandemente quando eles vieram.

Muitas decisões devem ser tomadas quando um casal estabelece família. A decisão de quantos filhos quer ter e quando isso deve acontecer não pode ser postergada para depois do casamento.

Cada pessoa traz as suas próprias expectativas, por isso os dois devem procurar conselhos. Busquem conselhos apenas de vencedores e não de perdedores. Isso significa que devem assentar-se juntos e dizer um ao outro: “Penso que temos expectativas diferentes quanto a isso. Tentemos elaborar uma solução”.

Quando um casal decide ter filhos, deve-se fazer um planejamento familiar para que as decisões no primeiro ano de casados não sejam esmagadoras. Se nessa época o relacionamento do casal estiver tenso, até essas coisas podem transformar-se num campo de batalha. Depois disso decidido, outras perguntas devem ser respondidas pelo casal: que tipo de método será usado para o parto? O papai deve estar presente na sala? Temos assistência médica ou condições financeiras para acompanhamento da gravidez? Qual a diferença de idade entre os filhos? Como reagiremos se todos os filhos forem do mesmo sexo? Adoção faz parte do planejamento familiar? Estas questões devem ser discutidas para que não haja brigas nem mal entendidos.

Alguns passos a tomar:

1. Afirmem que Deus tem um plano para o planejamento familiar de vocês. A última resposta tem que ser d’Ele. 2. Dediquem-se a tomar uma decisão inteligente. Estudem as opções possíveis e conversem sobre elas. 3. Quando chegarem a uma decisão, não sejam arrastados de novo para a incerteza, a não ser que estejam realmente convencidos de que a primeira opção não foi a correta. 4. Confiem em Deus e vocês terão uma experiência deleitosa. Usem este período para crescer juntos, se aproximarem um do outro. Compartilhem estas experiências tão plenamente quanto possível.

Em tempo: enquanto escrevia este artigo, nasceu mais uma netinha. Foi muito bom ser mãe e é melhor ainda ser avó, mas este é assunto para um próximo artigo.

#Casamento #Filhos

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now