Cantando em família



A família de Moisés tinha muitas histórias para contar. Provavelmente, Miriam e Arão, irmãos de Moisés, passaram boa parte de sua vida junto ao povo que estava em cativeiro, enquanto Moisés passava quarenta anos no Egito e depois mais quarenta vagando como um simples pastor de ovelhas de seu sogro, até que houve um encontro com Deus diante da sarça ardente, onde “Eu sou” se apresentou a ele.

Como vimos no artigo anterior, a preocupação de Deus foi sempre que seus feitos fossem conhecidos e celebrados pelas famílias e por gerações. Moisés, além de ter registrado no Pentateuco a criação, Abraão, o início do recrutamento de um povo para Deus e as leis, também compôs cânticos.

Quando Moisés voltou ao Egito, enviado por Deus para libertar seu povo, sua ação foi no sentido de levantar a fé de Israel, que sofreu longamente a escravidão do corpo e da alma, longe de Deus. As famílias nasciam em cativeiro e ali cresciam sem ideia do que seria “liberdade”.

Quando Deus instituiu a Páscoa para comemorar a libertação de seu povo com a saída do Egito, a cerimônia aconteceu nas casas com as famílias reunidas comendo o cordeiro e os pães asmos com ervas amargas. Ali Deus se manifestou fortemente, com o anjo da morte visitando as casas onde não havia sangue nos umbrais das portas, o sangue do Cordeiro que tira o pecado do mundo. As famílias que assim fizeram foram salvas.

Nesse contexto de libertação, após a passagem a seco pelo mar Vermelho, temos o primeiro cântico de livramento registrado na Bíblia, que é cantado por Moisés celebrando a vitória sobre faraó:

“Então Moisés e os israelitas entoaram este cântico ao Senhor: Cantarei ao Senhor, pois triunfou gloriosamente; lançou no mar o cavalo e seu cavaleiro” (Êxodo 15.1). Esse cântico exalta a pessoa de Deus, mostra a sua força na guerra espiritual, seus atos milagrosos e profetiza uma nova terra de herança no seu reino perpétuo. No final do capítulo 15, aparece Miriam, a profetisa, com tamborins nas mãos junto com outras mulheres, mães, filhas, dançando alegremente e cantando responsivamente as frases que Moisés cantava! Para pensar: O cântico congregacional hoje exalta a Deus, fala dos seus feitos, coloca o Senhor em lugar de primazia?

Quando cantamos ao Senhor, sabemos o que estamos cantando? Cantamos do que temos ouvido e visto? Proclamamos nossa vitória vivida e experimentada contra o mal que nos desafia?

Você canta ao Senhor com sua esposa, seus pais, seus filhos e filhas em casa, no carro, na rua e também na igreja, na congregação dos santos? Você canta com a família quando alcançam grandes vitórias como família, como casal, como filhos, como pais?

#Adoraçãoemfamília

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now