Segundo os princípios bíblicos



Nesta era da pós-modernidade, vivemos, como Igreja, o reflexo do que acontece nos casamentos já realizados, bem como nos filhos desses casamentos amoldados ao padrão deste mundo, cada vez mais conectados e próximos de quem é distante e cada vez mais distantes de quem está tão próximo. Com isso, os pais não tiram tempo de oração e não compartilham suas lutas e conflitos, ajudando um ao outro, como marido e mulher cristãos, e por consequência não o fazem com os filhos, buscando, nesses conflitos, conhecer e praticar os princípios da Palavra.

Já compartilhamos em edições anteriores da revista Lar Cristão como desenvolvemos com cada um dos nossos quatro filhos um laço de amor e amizade. Assim, quando se tornaram adolescentes e começaram a ter as paixões infantojuvenis, sempre tivemos tempo para ouvi-los, orientá-los e, quando necessário, proibi-los e discipliná-los. É claro que muitas vezes houve confrontos e discordâncias veementes, mas por causa das noites da família, dos tempos de qualidade juntos, das orações, dos ensinos e práticas da Palavra, pudemos ajudá-los a evitar relacionamentos e casamentos fora do plano de Deus. Hoje, pela amizade e temor do Senhor que desenvolvemos, todos os quatro, seus cônjuges, os onze filhos e nós, apesar das lutas, erros e provações, temos experimentado uma família que é um “pedacinho do céu” e tem sido inspiração e referência para muitos!

E também podemos ajudar nossos netos quanto ao valor da virgindade, da pureza e a buscar um casamento honrado e o valor que isso tem para seu futuro e eternidade, conforme os textos de Deuteronômio 22.13-30; Eclesiastes 11.7-10; 12; Lucas 17.26-30; 1 Tessalonicenses 4; 1 Timóteo 5.4, 8; Hebreus 13.4; Apocalipse 19.5-10 e 21.1-8. Leia, medite e aplique esses textos!

Deixo aqui algumas dicas para você viver: 1 – Se você não tem tirado tempo para amar a Deus, adorando-o, orando por sua vida e família, arrependa-se e confesse agora. 2 – Em seguida, confesse a seus pais, cônjuge e filhos seu pecado de não priorizar o cuidado de sua família, conforme 1 Timóteo 5.4, 8. 3 – Busque ler e aplicar a Palavra, ouça materiais em áudio e vídeo e leia livros fundamentados na Bíblia e no exemplo familiar dos autores. 4 – Passe a separar um tempo semanal ou quinzenal com seu cônjuge, com cada um dos seus filhos e de vocês como família de Deus para perguntar no que “você” pode mudar para fazê-los mais felizes, para perguntar e ouvir as lutas e tristezas de cada um. 5 – Peça que eles orem por você e, diariamente, ore por cada um deles e com cada um deles, e como família levem as cargas uns dos outros diante de Deus Pai. 6 – Busque ajuda de casais que são exemplo (1 Pedro 5.5-10). 7 – Seja exemplo de filho de Deus e discípulo de Cristo para seu cônjuge e filhos e referência de casamento e lar cristão, para que seus filhos e netos sigam não a igreja ou os colegas de fora, mas a igreja “em casa”, conforme Efésios 5.21-33 e 6.1-4. 8 – Nunca se esqueça de que as mudanças de prioridades e hábitos não acontecem instantaneamente, mas não retroceda, pois Deus quer revelar Cristo por meio de suas atitudes, conforme Filipenses 1.6 e todo o capítulo 3; Colossenses 3 e 1 Pedro 3.

#Paisefilhos

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now