Valorizando as diferenças entre homem e mulher



“Como somos diferentes hoje!” Estas talvez sejam as suas palavras ao refletir sobre o seu casamento. Quando eram namorados, noivos ou recém-casados, você e seu cônjuge tinham tanto em comum: os mesmos sonhos, objetivos e propósitos.

A pessoa com a qual você se casou parecia perfeita. Os “poucos e pequenos” defeitos e limitações eram superados pelas “muitas e grandes” qualidades e virtudes que cativaram seu coração. Com o passar dos anos, o casamento tende a colocar uma lente de aumento nos defeitos do cônjuge, dando a impressão de que as qualidades daquela pessoa diminuíram ou até desapareceram. Porém, isso não é verdade. As virtudes ainda estão presentes, porém sufocadas pelos defeitos magnificados através das crises, conflitos e desafios vividos pelo casal.

Diferenças É óbvio que existem muitas diferenças entre o homem e a mulher. Aqui estão algumas clássicas:

  • O homem é unitarefa. Ele só pode fazer uma coisa de cada vez. Por exemplo: no computador, ele só sabe trabalhar em um programa de cada vez. Se está fazendo uma planilha e alguém pede para digitar um documento, ele precisa salvar e fechar um programa, então abrir outro e começar a digitar.

  • A mulher é multitarefa. Ela pode fazer muitas coisas ao mesmo tempo, como calcular, digitar, navegar, curtir as redes sociais, postar uma selfie e ao mesmo tempo ver vídeos! Essa habilidade de fazer muitas tarefas ao mesmo tempo também permite à mulher preparar o almoço, lavar a louça, falar no celular com a amiga, ajudar a filha com os estudos, fazer a lista de compra, ouvir música, tudo isso sem tirar o ouvido do bebê que está tirando uma soneca! Como as mulheres são talentosas!

  • O homem, quando procura algo na casa – no armário, na geladeira ou na bolsa da esposa –, não encontra nada. A mulher, porém, sabe onde tudo está. O maior exemplo é o marido que foi procurar um objeto na bolsa da esposa. Depois de quinze minutos repletos de frustração, sem sucesso, ele desiste e leva a bolsa até a esposa. Ela, sem olhar, enfia a mão no “buraco negro” e em dois segundos retira da bolsa o objeto desejado! Isso parece mágica!

  • Para fazer compras, o homem entra no shopping, vai direto na loja, compra o produto e vai embora. A mulher entra no shopping, passeia pelos corredores, visita várias lojas, compara os preços e volta para casa com muitas sacolas com inúmeros produtos que estavam em promoção. E muitas vezes o produto que ela iria comprar ficou para outro dia. Outra coisa que mata um casamento é a mulher levar seu marido junto com ela para fazer compras! É por isso que tantos shoppings oferecem bancos e poltronas confortáveis… sempre ocupadas por maridos entediados que gentilmente acompanharam suas esposas nas compras!

  • Diante dos problemas: o homem se fecha e vai para a caverna, não aceita opiniões, pois acha que já sabe tudo. Diferentemente do homem, a mulher vai para o topo da montanha, grita, chora, fala e pergunta a opinião de todas as suas amigas em busca de apoio e aconchego.

  • O homem fala em média 15.000 palavras por dia. A mulher, de 20.000 a 25.000. Quando a mulher desabafa com seu marido, ela não quer encontrar uma solução, ela simplesmente deseja ser ouvida.

  • O homem tende a ser desligado, enquanto a mulher é mais detalhista.

  • O homem geralmente é mais prático e objetivo, enquanto a mulher é mais complexa e subjetiva.

  • O homem pode passar uma semana inteira com um sapato, duas calças, três meias, quatro camisas e cinco cuecas. A mulher precisa do armário lotado de sapatos e roupas, e mesmo assim diz: “Eu não tenho nada para vestir!”.

  • Para arrumar as malas antes de uma viagem: o homem arruma a mala uma hora antes de sair de casa, enquanto a mulher começa uma semana antes.

  • – Com relação ao cuidado com o carro: o homem abastece, manda lavar, calibra os pneus e troca o óleo; a mulher nem pensa nisso.

  • Conceito de economia: para o homem, economizar significa que, quando sobram R$ 100 no fim do mês, ele vai ao banco, deposita os R$ 100 na poupança, volta para casa e diz para a esposa: “Querida, nós economizamos este mês... R$ 100!”. Para a mulher é um pouco diferente. Ela encontra um lindo vestido de R$ 200, que está com uma promoção de 50% de desconto, e o compra. Ao voltar para casa, diz ao seu esposo: “Querido, ao comprar este vestido, economizei... R$ 100!”. O homem checa na poupança e o dinheiro não está mais lá!

Outras diferenças independentemente do gênero:

  • Quanto à temperatura: um é friorento, enquanto o outro é calorento.

  • Um é sonhador e ousado e o outro é temeroso e “pé no chão”.

  • Em relação à comida: um gosta de doce, enquanto o outro gosta de salgado.

  • Ao acordar de manhã: um se levanta no primeiro toque do alarme; o outro precisa apertar o botão ‘soneca’ inúmeras vezes.

  • Quanto ao uso da pasta de dente: um aperta no meio; o outro vem apertando do fim da embalagem para não desperdiçar nada.

Completar X competir Apesar de todas essas diferenças, o casamento é um processo em que duas pessoas, ao longo dos anos, aprendem a identificar e valorizar as suas diferenças sem que estas os afastem e destruam, mas que os unam e fortaleçam!

A verdade é que Deus criou o homem e a mulher diferentes um do outro. E quando o Criador declarou: “Não é bom que o homem viva sozinho. Vou fazer para ele alguém que o ajude como se fosse a sua outra metade” (Gênesis 1.18 – NTLH), significa que o homem estava incompleto, até que conheceu sua “cara-metade”.

As diferenças entre o casal, aparentemente, são pontos de vista antagônicos, razão de conflitos e motivos para contendas. Ou seja, essas diferenças podem levar o casal a competir um com o outro. Porém, quando você entende que o seu cônjuge é “a sua outra metade”, ele não está na sua vida para competir com você, mas para completar você!

Todos nós temos pontos fortes e fracos. Quais são os seus pontos fortes? Quais são os seus pontos fracos? Quais são os pontos fortes do seu cônjuge? Quais são os pontos fracos dele? Anote-os num papel ou no seu computador e depois os compare. Você vai observar que os seus pontos fortes geralmente completam e suprem as necessidades e pontos fracos do seu cônjuge e vice-versa. Igualmente, os seus pontos fracos quase sempre são supridos e completados pelos pontos fortes do seu cônjuge.

Até que identifique essas diferenças e reconheça que elas são motivo de bênção um para o outro, o casal sofrerá muito. É por isso que os primeiros anos do casamento são tão atribulados e cheios de conflitos, pois o casal vive competindo. Quando há uma mudança de paradigma, e o casal compreende as bênçãos das diferenças, então um vive para completar o outro!

Priscila e eu tivemos muitos conflitos no início do nosso casamento, pois os pontos fortes e diferenças de cada um estavam incomodando um ao outro. Demorou quase uma década para entendermos esse princípio, e quando isso aconteceu, nossa vida, casamento e ministério decolaram. Eu sempre fui o sonhador, enquanto minha esposa era o meu freio de mão. Comecei a sonhar com a criação de uma escola cristã bilíngue, e todas as vezes que trazia o assunto para minha esposa, recebia um balde de água fria. Depois entendi que os questionamentos dela não eram contra a realização do projeto, mas como o empreendimento sairia do sonho para se tornar realidade. Na verdade, eu estava apontando para “onde” deveríamos ir, e minha esposa estava perguntando “como” chegaríamos lá! Passadas algumas semanas competindo, percebi que ela somente desejava completar a realização daquele lindo sonho. Hoje, a Priscila é a diretora-executiva da Escola Internacional Preparando Gerações, e por meio dela descobriu sua razão de existência e propósito de vida!

E você, de que maneira pode completar os sonhos, carreira, ministério e vida do seu cônjuge? Três sugestões finais:

Aceite seu cônjuge como ele é. Ria das diferenças. Tenha um relacionamento leve e divertido. Que as diferenças sejam motivo de risos e não de gritos, de leveza e não de braveza.

Apoie seu cônjuge. Use seus pontos fortes para suprir os pontos fracos da sua outra metade!

Ame seu cônjuge sempre. Você é a única pessoa no planeta que pode amar seu cônjuge como Deus deseja que você ame.

Valorize as diferenças! Isso fará toda a diferença em sua vida!

#Personalidade #Relacionamento #Diferenças #Valorização

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now