O plano de Deus para o relacionamento entre marido e mulher



O propósito eterno de Deus, desde a Criação, foi o de ter uma família com muitos filhos semelhantes a Jesus (Romanos 8.29). Esse projeto começou lá em Gênesis, com a instituição do casamento para a formação das famílias por meio da geração de uma descendência de piedosos (Gênesis 2.24). E foi repetido nos evangelhos (Mateus 19.5) e nas epístolas (Efésios 5.31).

Deus estabeleceu o casamento entre o homem e a mulher para que eles vivessem juntos, desfrutando de íntima comunhão e auxiliando-se mutuamente no cumprimento desse propósito eterno (Gênesis 2.18). Por isso, desde o início, o casamento foi concebido como um compromisso para a vida toda.

O casamento foi concebido por Deus com perfeição. Esse privilégio não foi dado aos anjos, mas foi confiado a homens e mulheres. Não foi estabelecido primeiramente por nossa causa, para que tivéssemos alegria e felicidade, mas para atender aos propósitos de Deus.

Dessa forma, o motivo da união conjugal não pode ter origem em nós mesmos, para satisfazer nossas necessidades emocionais, físicas e existenciais, ainda que justas. Um casamento assim é falso, pois se apoia no sentimento humano e não na verdade de Deus.

O casamento cristão não é aquele que se oficializou numa igreja, mas que se originou na mente e no coração de Deus. O casal se une para obedecer à vontade de Deus. O casamento cristão começa no momento em que duas pessoas reconhecem que Deus as chamou para cumprir esse projeto. Por isso o divórcio entristece tanto a Deus.

O que torna durável a consistência de um casamento são o amor e a graça de Deus. Amar não é um ato meramente das emoções, mas uma decisão consciente apoiada na vontade de Deus. Só Ele pode criar os elementos necessários para a sustentação do relacionamento que produz crescimento. Quando nos unimos no matrimônio, estamos dizendo o seguinte para o nosso cônjuge: “De hoje em diante, meu objetivo de vida será o seu bem”. Ao mesmo tempo, estamos dizendo a Deus: “Hoje passamos a viver juntos para a sua glória”.

A família é, portanto, a mais importante instituição criada por Deus, para expressar seu caráter neste mundo. O fracasso em bem constituí-la compromete o plano divino de abençoar todas as famílias da terra e o ministério para o qual fomos chamados. O projeto de Deus para a família é que o lar se torne num instrumento de preparação para a manifestação visível do reino de Deus e de sua imagem na terra – seu caráter e amor.

Quem ama ao Senhor ama seu cônjuge cada dia mais. Não possuímos em nós mesmos os recursos necessários para concretizarmos esse tipo de matrimônio, mas nosso Pai certamente nos capacitará a desenvolver esse amor. Ele irá revolucionar nosso relacionamento conjugal fazendo dele um bom casamento, como o Senhor deseja que ele seja, algo sublime e belo na presença d’Ele.

#Personalidade #Relacionamento #Deus

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now