Celebrando nossas diferenças



Há diferenças consideráveis entre o homem e a mulher. O reconhecimento contínuo e o aprendizado dessas diferenças ajudam o casal a descobrir novas maneiras de melhorar o relacionamento. Quando entendemos essas diferenças, muitas frustrações causadas pelo desconhecimento do sexo oposto são resolvidas. Os desentendimentos poderão ser evitados. Não podemos esquecer que o homem e a mulher comunicam-se diferentemente, como também pensam, sentem, percebem, reagem, respondem, amam, necessitam e apreciam diferentemente. Em alguns momentos chegamos a pensar que parece até que eles falam línguas diferentes.

O homem é um ser racional, e a mulher um ser emocional. Isso não significa dizer que as mulheres são menos inteligentes do que os homens e movidas somente pela emoção, mas apenas que os homens pensam e agem de maneira diferente. Está provado que elas são tão ou mais inteligentes que os homens. Da mesma forma, não quer dizer que os homens são seres sem emoções. O homem é um ser emocional tanto quanto a mulher, mas, na maioria das vezes, é a razão quem guia suas atitudes. Logo, a mulher é um ser racional tanto quanto o homem, mas na maioria das vezes permite que as emoções a controlem.

Outra diferença significativa é quanto ao estímulo sexual. O homem é estimulado principalmente pela vista e a mulher é estimulada por várias maneiras. Ela é estimulada pelo tato, precisa ser tocada e acariciada. Além do tato, a mulher é estimulada pelo ouvir. Existem algumas frases que a mulher jamais se cansa de ouvir: “Você está linda! Esta roupa esta ótima em você! Seu cabelo desse jeito me deixa doidão! Eu te amo!”. Ela é movida por elogios. Do mesmo modo, palavras e frases agressivas devem ser abandonadas no relacionamento a dois. Frases do tipo “a pior coisa que fiz foi casar com você! Maldita hora em que me casei! Você é igualzinha à sua mãe!” agridem e criam barreiras muitas vezes intransponíveis.

Como um ser emocional, a mulher também é estimulada pelas emoções. Para ela, não basta apenas receber um beijo interessado no fim do dia ou um elogio mecânico e programado. Ela precisa estar completamente bem emocionalmente para que a relação tenha a sua participação efetiva. As ansiedades provocadas pelos filhos, por um marido ausente e insensível, pela solidão do dia a dia dentro de casa e as pressões financeiras criam barreiras emocionais terríveis na relação sexual. O tempo também é um fator de diferença entre homem e mulher. Para o homem, a relação se inicia imediatamente. O tempo é agora! Para a mulher, a relação que vai acontecer à noite se inicia pela manhã. O homem precisa apenas de dois minutos, enquanto ela necessita de mais tempo.

Na mulher, a preocupação ainda se manifesta de forma diferente. A mãe quer saber do bem-estar dos filhos. Ao telefonar ou questionar, ela diz: “Vocês estão bem, almoçaram direito ou comeram sanduíches? Estão se cuidando, têm dinheiro?”. O pai, por sua vez, não se preocupa se os filhos “estão bem”; sua preocupação é se os filhos estão prontos para a vida. “Vocês pagaram as contas, tiraram boas notas na escola, estão trabalhando ou dormindo o dia inteiro?” Estas, comumente, são as perguntas do pai, muito mais preocupado em fazer dos filhos “homens” do que saber se eles estão se sentindo felizes.

Algumas diferenças são sérias. Um importante objetivo do namoro é descobrir se os dois são compatíveis. Por isso, quando descobrem sérias diferenças no namoro, muitos casais terminam o relacionamento em vez de entrar num casamento em que um é o oposto do outro. Mas e se o casal descobrir diferenças não tão sérias – as que todo casal tem?

Não existem duas pessoas completamente iguais. Assim, é natural que os casados tenham diferenças em uma ou mais das seguintes áreas:

  1. Interesses. Uma esposa pode dizer, por exemplo: “Nunca gostei muito de atividades ao ar livre, mas meu marido cresceu acampando e passava dias em barracas no meio do mato”.I

  2. Hábitos. “Minha esposa consegue ficar acordada até tarde da noite e pular da cama às 5 horas da manhã. Mas eu preciso de 7 a 8 horas de sono, senão fico mal-humorado”, diz o marido.

  3. Personalidade. Talvez você seja uma pessoa reservada, mas seu cônjuge tem facilidade para se expressar. Um marido chamado David diz: “Na minha família não tínhamos o costume de conversar sobre nossos problemas, mas minha esposa foi criada numa família em que tudo era discutido abertamente”.

As diferenças podem ser úteis. Meu jeito de fazer as coisas talvez seja bom, mas isso não quer dizer que é o único jeito, porque às vezes a maneira que o outro faz é mais excelente.

Em alguns casos, a esposa não se interessa por esporte, mas acompanha seu esposo ao assistir a uma partida na televisão, no estádio ou campo e até se diverte. Mas, em outros casos, ela gosta de museus de arte, e o esposo a acompanha a esses lugares, mesmo que desinteressado, ficando com a esposa o tempo necessário. Ambos devem se esforçar para demonstrar interesse pelas preferências do outro, objetivando uma convivência maior, para atender ao princípio bíblico de 1 Coríntios 10.24: “Ninguém busque o proveito próprio; antes cada um o que é de outrem”.

Precisamos ampliar nossos horizontes e interesses. Se o ponto de vista de nosso cônjuge é diferente, isso não significa que seja inadequado, pois sempre podemos aproveitar algo que nos seja útil. Às vezes achamos que uma linha reta é o caminho mais curto de um ponto a outro e qualquer outra opção não daria certo. Mas ser casados nos ajuda a perceber que há muitas maneiras de chegar de A a B e que outros métodos também dão certo.

Entenda que seu casamento não foi um erro só porque algumas diferenças se tornaram evidentes. Muitas pessoas dão a desculpa de que o amor as deixou cegas, usando essa frase como argumento a favor do divórcio. Mas cada dia que passamos felizes com nosso cônjuge revela que, apesar das diferenças inatas, podemos amar um ao outro.

Muitas são as diferenças entre homem e mulher. Ao mencionar algumas delas, este texto tem como objetivo abrir um novo rumo na importante arte do diálogo. Problemas podem ser evitados e resolvidos simplesmente conhecendo essas diferenças. Assim, cobranças serão abandonadas quando entendermos as razões que fazem cada pessoa agir diferentemente. Na maioria das vezes, elas não são movidas pela desconsideração ou pelo desejo gratuito de ferir, mas sim pelas diferenças que existem em cada pessoa. O diálogo e a compreensão dão início a um amor maduro, que cresce sobre sólidas e saudáveis bases. Como resultado, acontece um profundo entendimento, que abrirá as portas para uma entrega sem reservas, experimentando a beleza, alegria e crescente felicidade da vida a dois, celebrando as diferenças dos sexos.

#Diferenças #Personalidade #Relacionamento

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now