Filhos, como ter tempo para criá-los?



Erros e acertos fazem parte da vida, e isso inclui o processo de criação dos filhos. Como pais e mães, já erramos muitas vezes com nossos filhos, mas também acertamos. Não tenho dúvidas de que ser pai e mãe é uma tarefa desafiadora no mundo moderno em que vivemos. Realmente, como pais, precisamos conhecer e entender a responsabilidade que assumimos ao trazer um filho ao mundo.

A realidade hoje aponta para uma ausência dos pais na vida familiar, no dia a dia dos filhos, nas atividades educacionais de casa. Os pais e mães trabalham fora, e a questão “tempo” tem se tornado cada vez mais difícil, complicada, mais rara. E essa falta de tempo tem sido um problema que tem afetado de maneira negativa o desenvolvimento emocional e educacional dos filhos. Por isso é necessário fazer uma revisão honesta e até mudanças em nossas rotinas para podermos garantir uma convivência de qualidade com eles.

Não haverá uma convivência saudável, ou o chamado “tempo de qualidade”, com os nossos filhos se não tivermos uma quantidade de tempo adequado para dedicarmos a eles. Como afirmou o psicólogo e escritor argentino Sergio Sinay (Escola de Psicologia da Asociación Gestáltica de Buenos Aires), “tempo de qualidade é presença, dedicação, compromisso. Não há tempo de qualidade sem quantidade de tempo”.

Em qualquer ramo de atuação só é possível alcançar grandes resultados e de qualidade quando se dedica tempo, concentração e responsabilidade. Com os filhos não é diferente. As coisas não acontecem instantaneamente. Ninguém consegue fazer algo muito bem feito em um minuto. Portanto, é impossível termos uma boa qualidade na relação com nossos filhos se só dedicamos pouco tempo a eles ou o tempo que nos sobra.

Precisamos dedicar tempo com nossos filhos em todas as fases da vida deles. E os filhos precisam da presença dos pais em todas as suas fases de crescimento e amadurecimento. Como pais, devemos oferecer o amor, o carinho, o toque, o diálogo, o modelo e a referência comportamental, ensinando princípios, valores e dando limites.

Mas como nós, pais e mães, podemos ter um tempo de qualidade com nossos filhos? Precisamos entender que, muitas vezes, cuidar de um filho implica abrir mão de algumas atividades, hábitos e até projetos pessoais. Se quisermos ter filhos, mas não temos tempo para cuidar deles, é melhor deixar para outro momento mais apropriado ou não os ter. Criar filhos saudáveis é um enorme desafio e uma grande responsabilidade que não se pode deixar de lado quando nos cansamos ou quando não temos tempo. Não podemos ser tão irresponsáveis a ponto de dedicar aos nossos filhos apenas o tempo que nos sobra.

A verdade é que criar filhos não é uma tarefa fácil, dá trabalho, exige tempo, e tempo de qualidade, dos pais. E é aí que se manifesta o amor, quando eles podem abrir mão de si e de seu tempo em favor dos filhos.

Seguem algumas dicas práticas para um relacionamento saudável com seus filhos: marque uma saída exclusiva com eles; estabeleça limites para o uso da tecnologia e incentive o diálogo e outras atividades juntos; aproveite os momentos no carro para conversar sobre o dia deles; tenham um projeto juntos; não se esqueça da importância do toque, reparta abraços e beijos. Todas essas responsabilidades devem ser praticadas não somente pela mãe, mas também pelo pai.

A família é um projeto de Deus, e Ele nos deu os filhos como bênçãos. Nunca devemos olhar os nossos filhos como um empecilho, incômodo ou coisa semelhante. Eles são a herança do Senhor (Salmos 127.3).

“E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te” (Deuteronômio 6.6-7).

#Filhos #Tempo #Família

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now