Dois companheiros aliados de verdade



“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro... Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão...” Eclesiastes 4.9-11

Em 1940, três nações poderosamente armadas fizeram um pacto sinistro para dominar o mundo: Alemanha, Itália e Japão. Foram chamadas de Eixo, pois o centro de Berlim, Roma e Tóquio estava em Adolf Hitler, com sua ânsia maligna de formar um Império de Mil Anos, mesmo que tivesse que assassinar a metade do mundo.

Invadidas e ameaçadas, Inglaterra, França e Rússia (depois os EUA) tiveram que fazer uma aliança para conter aquele mal que ameaçava o mundo livre. Foram chamadas de Aliados. Tiveram que escolher um comandante-chefe, Eisenhower, para planejar as estratégias e liderar as ações. Ele uniu os generais ingleses, franceses e russos, e assim, como verdadeiros aliados, combateram e venceram.

A ilustração é pertinente. A família vive cercada de ameaças. São ataques culturais, filosóficos, éticos, sociais, subliminares etc. Ataques vêm de todas as direções e meios. São fortes e agressivos. E têm destruído muitos lares. Portanto, é hora de o casal fazer uma aliança. Serem verdadeiros aliados para manter a união matrimonial em harmonia, comprometidos em obedecer à Palavra de Deus, firmes em servirem ao Senhor e cheios de esperança para deixar um legado de fé aos seus descendentes.

Nós bem sabemos que o casamento é uma bênção, mas também pode ser um problema. Ele é uma fonte de felicidade, mas também pode ser um poço de frustrações. Há paradoxos dentro de uma relação matrimonial. Foi por isso que Deus exortou os homens de Israel dizendo que eles perseverassem na união com as suas esposas, pois o Senhor era a testemunha da aliança que eles tinham feito no casamento (“E dizeis: Por quê? Porque o Senhor foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança” – Malaquias 2.14).

Marido e mulher – como aliados – têm que decidir se o relacionamento entre eles será um canal aberto de comunicação ou se será reduto de silêncio gelado. De alegria em compartilhar momentos bons e também difíceis ou se viciarão em acusações amargas. É hora de convocar o General Jesus Cristo para comandar nossa união. Seremos aliados, sob a liderança e ordens do Senhor!

É nisso que reside a aliança do casamento: precisamos ser aliados, ser companheiros, ser amigos íntimos. Assim, não somente venceremos todos os inimigos da família, mas também desfrutaremos de paz e alegria em nosso verdadeiro amor (1 Coríntios 13).

E como tornar nossa união numa íntima relação de bons companheiros? Quero propor apenas duas boas dicas, bem práticas e simples, mas que são bíblicas e poderosas para transformar marido e mulher em autênticos aliados íntimos:

Primeiro: Façam declarações de amor! Percebam que Deus muitas vezes nos declara o seu amor: “com amor eterno te amei” (Jeremias 31.3). E Davi, como bom amigo de Deus, também faz declarações de amor a Deus: “Eu te amo, ó Senhor!” (Salmos 18.1).

Portanto, como amantes e amigos íntimos, declarem a cada dia o amor de vocês! Diga a esposa diariamente ao marido: eu te amo! Todos os dias, o marido declare: eu te amo, minha querida esposa!

Deixem que cada um ouça e sinta esse amor expresso em palavras, lembrando a aliança que foi feita no altar de Deus: nós nos amaremos por toda a vida!

Até os incrédulos reconhecem o valor de verbalizar e expressar o amor. Um estudo do departamento de Biologia da Universidade de Wisconsin revelou que o cérebro da criança reage da mesma maneira quando recebe um abraço ou um telefonema da mãe.

No estudo, meninas de 7 a 12 anos foram submetidas a situações de estresse e tiveram que resolver questões de matemática e falar em público inesperadamente. Elas foram divididas em três grupos: no primeiro, a mãe apareceu pessoalmente para dar um abraço; no segundo, a mãe apenas telefonou e perguntou o que tinha acontecido; já no terceiro grupo, as meninas assistiram a um filme infantil. A bióloga Leslie Seltzer, que coordenou o estudo e analisou os hormônios liberados pelas meninas, disse que ficou feliz e surpresa ao constatar que tanto as meninas que receberam um telefonema quanto as que receberam um abraço da mãe tiveram a mesma reação: aumento do nível de ocitocina, conhecido como o hormônio do amor. E o que isso significa? Em situações tensas, o cérebro ordena a liberação do hormônio cortisol, relacionado ao estresse. O antídoto natural para esse hormônio é a ocitocina. Impressionante: as meninas que viram o filme não liberaram esse hormônio.

Portanto, expressemos em palavras, gestos e carinhos o nosso amor. Cônjuges que se beijam pela manhã e dão um bom dia vivem em média mais cinco anos. Quem beija ocasiona menos batida de carro. Quem beija e abraça tem 50% a menos de doenças e é de 20 a 30% mais produtivo! Você já disse hoje que ama seu cônjuge? Já o abraçou e beijou?

Segundo: Reservem tempo para conversar Aprendamos com Jesus – Ele quis ficar perto dos seus discípulos (“Ele lhes disse: Vinde, e vede. Foram, e viram onde morava, e ficaram com ele aquele dia...” – João 1.39). Deus vai levar os salvos para estarem para sempre com Ele – Salmos 23.6. A sulamita quer a companhia do seu amado (Cantares 2.1-3). Salomão quer a presença constante de sua amada (Cantares 2.4-6).

Porque quem ama tem tempo para a pessoa amada. Quem ama gosta de estar perto da pessoa amada. O casamento não é solidão a dois; é comunhão compartilhada.

Assim, encontre tempo para estar com seu cônjuge. Dê o melhor do seu tempo para ele. Dê a melhor da sua atenção para a pessoa com quem um dia você firmou uma aliança de amor.

Na definição bíblica, o amor não é egoísta. Ele não visa seus próprios interesses. O amor busca a felicidade do cônjuge mais do que a sua própria.

Então, façamos a dois uma agenda de amor, reservando tempo para conversar, contar planos, compartilhar sonhos.

Vamos sair da superficialidade, contemos nossas lutas, nossos medos. Peçamos ajuda um do outro.

E nunca esqueçam: bons amigos de fé oram juntos!

Vamos orar juntos!

#Relacionamento

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now