Respeitando a nossa família



Psicólogos dizem o que a Bíblia já estabeleceu há séculos: o relacionamento homem-mulher somente ocorre de modo saudável quando ele a ama e ela, da mesma forma, o ama e o respeita. A necessidade de amor e de respeito no relacionamento conjugal tem tudo a ver com o tipo de casamento que temos. Quando não há respeito em uma família, vemos a brecha para o desequilíbrio e a imaturidade. Salomão afirma em Provérbios 24.3: Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece. Há entendimento quando o marido sabe edificar sua casa através do respeito que dá a sua esposa e a sua esposa retribui a ele. E é claro que os filhos aprendem pelo exemplo dos cônjuges.

Pensemos em diversos lares em que os maridos chamam suas esposas de burras, ignorantes, estúpidas e imbecis! Qual será o resultado para os filhos? Eles imitarão seus pais nas atitudes e comportamentos. Segundo Ricardo Agreste, em seu livro Feito para durar, o homem tem a responsabilidade diante de Deus pelos rumos materiais, emocionais e espirituais da esposa e dos filhos. A liderança do homem não é um privilégio, é uma responsabilidade.

Diante dessa missão tão séria e profunda, ele precisa receber respeito e dar respeito a sua esposa, bem como para os filhos. Lidando no aconselhamento de famílias percebo que o desrespeito tem gerado muita imaturidade, muita dor entre maridos e esposas. E, sem dúvida, isso se reflete na criação dos filhos, que ficam desajustados e sem nenhuma estrutura para o crescimento sadio como ser humano que valoriza princípios éticos, morais e espirituais. A grande verdade é que o homem desrespeitado pela sua esposa tem muitas dificuldades em amar e se doar na relação familiar.

O contrário não é diferente. A Bíblia diz que nós devemos amar a esposa como a parte mais frágil. Salomão também diz que devemos desfrutar a vida com a mulher que amamos. Uma mulher amada e respeitada pode somar muito mais na vida do lar. Podemos dizer que homens necessitam mais de respeito e mulheres, como pessoas frágeis, de serem amadas e compreendidas. A dinâmica do lar maduro e com respeito começa no tratamento do marido com sua esposa e da esposa para com seu marido.

Os filhos serão envolvidos e aprenderão no processo de vida dos seus pais. Por isso, precisamos orar, e muito, pedindo graça e sabedoria ao Eterno Deus para que nossas palavras sejam temperadas com sal, para que elas produzam edificação diante dos que nos cercam. Assim, disciplinaremos nossos filhos sem medo e sem perder a autoridade. Poderemos dizer: Filho, você errou, não é assim que se trata as pessoas. É com respeito que Deus nos ensina a ver o próximo e honrá-lo. Filho, como o papai e mamãe agem, você também deve agir.

É mais que urgente que valorizemos isso, pois é relevante para famílias sólidas e edificadas em Deus, como nos ensina o salmo 127: Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam. Seguem algumas dicas para a vida familiar com respeito e maturidade.

Honrar o cônjuge sempre Honrar é um ato de amor para com nosso cônjuge. Honrar é reconhecer alguém e procurar expressar amor e devoção a ele. Honrar é valorizar o caráter das pessoas. Os pais mais felizes são os honrados pelos filhos. Os filhos mais amados são aqueles a quem os pais dedicam amor, respeito e honra. Esse é o legado que ecoará pela eternidade. Esse é o legado que podemos deixar para todos ao nosso redor, especialmente na nossa casa.

Os maridos precisam honrar as esposas lembrando-se sempre do que elas realizam pelo bem-estar da casa, com as roupas, com o jantar na mesa etc. A lembrança de ações em prol do lar faz parte do respeito que se dedica a elas. E as esposas precisam honrar os maridos pela provisão segundo a graça eterna na área material do lar. As esposas precisam aprender a valorizar os maridos por essa responsabilidade que o Eterno Deus lhes deu. A honra é algo para ser praticado no quesito respeito em nossos lares.

Liderar a família com a sabedoria divina Um líder não lidera sozinho. Ser líder não é ter a capacidade para resolver e assumir todos os problemas, mas mesmo diante da limitação humana nunca desistir do seu papel com humildade e com simplicidade, sabendo que os líderes mais preciosos são os servos e não os ditadores. Os homens que lideram com sabedoria divina são os que têm como parceiras as esposas. Isso sem querer dominá-las e humilhá-las, mas com o desejo de produzir uma relação de respeito com mutualidade.

A mulher não é um troféu que se ganha depois do namoro, noivado e casamento para ser colocado para os outros verem. Ela não é um objeto para satisfazer nossa necessidade e objetivos pessoais. Ela é uma parceira segundo Gênesis 2, ela é a mulher que o Criador nos deu para andar ao nosso lado, cooperando para o crescimento em respeito e maturidade de toda família.

A sabedoria divina nos ajuda a olhar para a mulher como um presente divino para zelarmos, respeitarmos e amarmos. Antes de alguém tirar uma moça da casa dos pais, deveria pensar umas dez vezes, porque tem a responsabilidade de liderar o lar com o máximo de parceria, abnegação, doação e amor. Amar a família de maneira incondicional Amor incondicional tem a ver com o desejo de buscar o bem-estar apesar de tudo. Apesar dos problemas, das lutas e dores da vida. Isso vai de encontro com o que acontece nos nossos dias, porque o rapaz diz à moça: Eu amarei você enquanto você me amar. Outros terminam o relacionamento no casamento porque dizem: Quero ser feliz e com essa pessoa não alcancei a felicidade na minha vida. Isso não tem nada a ver com a palavra incondicional, porque o normal é sermos egocêntricos mesmo no casamento. Não é por acaso que temos uma taxa tão grande de separações. O amor incondicional tem a ver com a satisfação das necessidades dos outros e não de nós mesmos.

Respeitemos e seremos respeitados pela graça divina. Apoiemos o nosso cônjuge, não meçamos esforços para nos doar aos nossos filhos com oração, entrega, investimento e veremos a graça sendo marcante neles. Todos nós desejamos um amor doador, assim como Jesus de Nazaré fez por nós na cruz do Calvário. Ele se entregou incondicionalmente por gente como a gente, pecadora, rebelde e desobediente (Filipenses 2). Nós somos seus imitadores, por isso precisamos amar com essa graça incondicional, amar procurando o bem da família sempre.

Que o Eterno Deus nos dê graça para que a maturidade e o respeito sejam itens marcantes em nossos lares, nos relacionamentos com as esposas, esposos e filhos!

#Família #Vidaconjugal

  • Twitter Clean
  • w-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now