EDIÇÃO 167 - MARÇO/ABRIL 2019

O abismo da alma

O consagrado jornalista Ricardo Boechat, âncora do Jornal da TV Bandeirantes e do jornal da rádio Band News toda manhã, faleceu recentemente, dia 11 de fevereiro, num acidente de helicóptero em São Paulo. Em uma de suas apresentações no jornal da rádio há três anos, ele quis compartilhar com seus ouvintes algo muito pessoal. Nesse dia, ele revelou o motivo de sua ausência do trabalho durante certo período.

Ele contou que estava sofrendo de depressão e estava em tratamento: “Passei um sufoco danado... Quem cai num quadro desses perde qualquer condição de continuar ativo, de pensar as coisas mais simples... Fiquei impressionado com a quantidade de gente que sofre disso... Um vídeo produzido pela ONU (Organização das Nações Unidas) indica que esse fenômeno é global. Uma amiga minha citou números da OMS (Organização Mundial da Saúde) afirmando que a depressão é a doença que mais cresce no mundo... A depressão é um abismo mental” (https://www.msn.com). Em outra entrevista, ele afirmou que a postagem em sua conta no Facebook depois que ele falou sobre a sua depressão gerou 17 milhões de acessos (https:m.youtube.com). 


Não há como fugir do fato de que estamos diante de um quadro alarmante. Há tantas almas clamando por ajuda, e todos nós que fomos alcançados pela graça de Deus precisamos permitir que a compaixão de nosso Pai flua de nosso coração e abençoe essas pessoas em desespero.


É possível e até provável que você conheça alguém – uma pessoa de sua família, um amigo, um vizinho, um colega de trabalho – que enfrenta essa agonia. Procure olhar para essa pessoa com o olhar de Cristo e fique aberto(a) ao Espírito Santo para que Ele use você para abençoar essa vida. Ele capacitará você para isso, porém nesta edição queremos  também ajudar você enfocando vários aspectos dessa doença e como estender sua mão para ajudar uma pessoa a sair desse abismo.


Que a mão do Senhor segure a sua mão e ajude você a puxar novamente à vida alguém que está sufocado pela dor da alma. 
 

  JAIME KEMP  

LEIA MAIS

fares-hamouche-677535-unsplash.jpg

A ânsia por igualar-se e parecer relevante

Historiadores respeitados, como Niall Fergusson, já demonstraram que o advento da ciência moderna no Ocidente fez girar a roda da produção em escala. Também podemos dizer que tenha sido a necessidade de maiores ganhos.

 Magno Paganelli 

evan-dennis-75563-unsplash.jpg

Quando a solução é não ter solução

As informações se multiplicam. Segundo David Russell Schilling, até 1900 as informações se multiplicavam a cada século; até o final da Segunda Guerra, a cada 25 anos; atualmente, a cada 12 meses; no futuro, talvez a cada 12 horas.  

 Luiz Henrique de Paula 

A ânsia por igualar-se e parecer relevante: os inimigos (e as ilusões) da vez    
Magno Paganelli

 

Quando a solução é não ter solução
Luiz Henrique de Paula

 

Como lidar com os eventos doloridos e a tristeza que contribuem para a doença

Alcindo Almeida

 

Depressão e a família
Luciana Piragine

 

Dor na alma tem cura
Lucia Thomazi

 

Depressão pós-parto: você é capaz de vencer!

Patrícia Bezerra

 

Quando a morte de Cristo declara: depressão nunca mais
Paulo Klawa

 

Depressão na adolescência é mais comum do que imaginamos
Sérgio e Magali Leoto

 

Como as Escrituras podem ajudar os aflitos a lidar com a depressão?
Ailton Gonçalves Desidério


ARTIGOS

 

Linguagens do amor
Elizabeth Zimmermann

 

Namoro cristão
Marcos Quaresma

 

Adoração em família
Adhemar de Campos

 

A família nas mãos de Deus
Marcos Garcia

 

Pais e filhos, amigos para sempre
Carlos Alberto Bezerra

  • Twitter Clean
  • w-facebook