EDIÇÃO 152 - SETEMBRO/OUTUBRO 2016

LEIA MAIS

Como podemos conviver com nossas diferenças de forma positiva

 ano 30  |  n.º 152

As cinco linguagens do amor
Alcindo Almeida

Os opostos se atraem ou se atacam?
Rosana Fernandes

O plano de Deus para o relacionamento entre marido e mulher
Carlos Alberto Bezerra

Respeitando os dons um do outro
Darcy Sborowski Júnior

Quem é a pessoa com quem me casei?
Emilio Fernandes Filho

Amar é: compreender e apreciar

as diferenças do cônjuge
Jasiel Botelho

Servo(a), eu?
Marcos Antonio Garcia

Valorizando as diferenças entre

homem e mulher
Mário Kaschel Simões

Aprendendo a viver em paz com capacidade limitada
Paulo Klawa

Celebrando nossas diferenças
Julio César de Lima

Tipos de personalidade
Salovi Bernardo Junior

“Desse modo, não existe diferença entre judeus e não judeus, entre escravos e pessoas livres, entre homem e mulher; todos vocês são um só por estarem unidos com Cristo Jesus” (Gálatas 3.28 – NTLH).

Não há dúvida de que um homem e uma mulher são muito diferentes. Seus corpos diferem, porém se completam. Cada um pensa de forma peculiar, percebe e enfrenta a vida a seu próprio modo e até a maneira de encarar a fé é diferente. Nesse sentido, cada ser humano é único e especial.


A despeito de tantas diferenças, no que diz respeito à salvação, homem e mulher são totalmente iguais diante de Deus. Ambos recebem por meio de Jesus Cristo o perdão dos seus pecados e a vida eterna. Para Deus, apesar de serem tão diferentes, um não é superior ao outro, nunca!


O apóstolo Paulo comparou a igualdade entre homem e mulher com a igualdade que há entre Deus e Cristo. Ambos são um só Deus, com o mesmo poder, mas com diferentes funções. Deus criou o universo e dele cuida, enquanto Jesus cumpriu a obra da nossa salvação (1 Coríntios 11.3).


Estamos vivendo um período da História em que ocorrem disputas exacerbadas em variadas vertentes do mundo contemporâneo. As ideologias defendidas por diferentes segmentos muitas vezes não obedecem a limites. 


Nos dias de hoje, tanto o homem como a mulher reivindicam o reconhecimento de sua importância na sociedade. Por isso, nas páginas desta edição da revista Lar Cristão, queremos estimular nossos leitores, homens e mulheres, a serem um exemplo de respeito e amor, tratando a todos com igualdade, seja qual for sua opção ideológica, posição social, situação financeira, cor, raça ou sexo, seguindo, assim, o exemplo do Senhor Jesus Cristo.

 

E o melhor ambiente para refletir essa atitude é o lar, entre marido, esposa e filhos.

Jaime Kemp
 

  • Twitter Clean
  • w-facebook